Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

Testemunho - Site Aletéia 6.0

Imagem
No dia da audiência pública escrevi neste blog sobre toda a história com a finalidade de mostrar aos católicos que a Igreja sempre teve razão.

Com as mãos de Deus sempre a frente, ao postar o link do texto que eu havia escrito na página da rede social da Aleteia no mesmo dia me pediram para compartilhar o texto no site deles e eu autorizei.

Estava lá uma parte resumida do que aconteceu, sem muitos detalhes, mas estava lá para tentar de alguma forma levar os cristãos para o caminho de Deus fazendo com que descubram que a verdade uma só: Jesus Cristo.

Vários links foram adicionados, todas as matérias sobre o assunto e vários links da Igreja, talvez buscando a verdade, lendo sobre o assunto deixariam de usar métodos artificiais, talvez teriam acesso a informações sobre o método Billings e se abririam para a VIDA, talvez aderissem a castidade e ao sagrado matrimônio, talvez seria uma pequena semente que um dia haveria de crescer no coração de alguém...

Mais uma vez, só Deus sabia e sabe …

Anvisa admite falhas 5.9

Imagem
Quando a verdade aparece, tudo o que esta errado aparece também e nos dias seguintes matérias afirmaram que a Anvisa admitiu falhas no sistema de notificação de reações adversas dos anticoncepcionais.

Não éramos casos raros, a ANVISA não sabe quantas vítimas de anticoncepcionais existem no Brasil, quantas foram mortas, quantas ficaram com sequelas, ela simplesmente não sabe porque os casos não são notificados no sistema.

As informações em bula de que casos como o que aconteceu comigo são raros, não condizem com a realidade, as mulheres são colocadas numa roleta russa sem saberem ou no mínimo são enganadas com as informações errôneas que ali são divulgadas e que não mostram a realidade, a verdade.

Estava tudo claro, agora as mulheres saberiam a verdade e sabendo essa poderão aos poucos chegar a verdade completa, que a Igreja católica sempre teve razão!

Simone Vasconcelos Fator

Audiência pública 5.8

Imagem
Fiquei sabendo a data da audiência pública ao ver a resposta de um e-mail que havia encaminhado para a deputada e depois pela outra administradora da página quando lhe perguntei por mensagem a data que a mesma seria realizada.

O requerimento da audiência pública foi publicado no site da Câmara e também no portal da deputada.

Ao informar por e-mail a jornalista que fez a matéria de capa, pois eu ainda queria mantê-la informada sobre o assunto, mesmo estando fora da página, com um certo desprezo ela respondeu que já sabia pois a deputada havia lhe informado. Pois bem, fiz a minha parte!

Desejei boa sorte na apresentação para a vítima que sempre esteve a frente das matérias e ela era a pessoa certa para estar a frente da audiência pública, eu jamais participaria, não tinha este poder de falar em público e quem me daria crédito? Mãe e mulher religiosa! Rsrs Não preciso nem responder.

O link da audiência pública foi colocado na página das vítimas e assim pude assistir de casa o desenrolar…

Um mês depois me encontraram 5.7

Imagem
Mesmo estando fora da administração da página eu tinha contato com algumas vítimas e uma delas passou o meu contato sem que eu soubesse para uma jornalista que faria uma entrevista para a televisão a respeito dos anticoncepcionais.

Falei com a jornalista, disse que eu não estava mais a frente da página, que o meu caso já era velho e havia saído em outras matérias, mas mesmo assim ela queria me entrevistar para contar o meu próprio caso para ajudar na divulgação da informação sobre os riscos dos anticoncepcionais.

Fiquei disponível, porém falaria por mim e não por um grupo ou página e se ela chegou até a mim mesmo eu estando fora da página era porque Deus queria algo ainda comigo nessa história.

A recebi no dia seguinte e contei toda a história, havia enviado por e-mail informações sobre o assunto e expliquei também tudo o que tinha acontecido até aquela data.

Respondi as perguntas que ela fez, foi tudo muito natural e proveitoso e após assistir a matéria, achei que foi uma das mais v…

Rádio 5.6

Imagem
Fora da página eu diariamente acompanhava tudo e respondia o que achava necessário com o meu perfil da rede social.

Alguns dias se passaram até que escutei em um link uma nova entrevista que a outra vítima deu apor telefone a uma rádio conhecida que fica em Campinas - SP.

Nesta entrevista foi citado o meu nome como criadora da página, ela agora após a minha saída havida decidido dizer a verdade em relação a criação da página para talvez corrigir o erro que havia cometido no segundo vídeo que ela havia gravado onde disse que ela havia criado a página, enfim, estava tudo certo.

Não sei realmente a intenção, mas achei que foi boa, pois a verdade é uma só e ela não muda jamais, mesmo que quisessem.

O final dessa história já existia e estava próximo, a realização da audiência pública perto de ser realizada e a minha saída da página já havia acontecido um pouco antes porque era assim que tinha que ser.

Agora era torcer para dar tudo certo na audiência e assistir então a verdade sobre os an…